O medo do desemprego aumentou e a satisfação com a vida diminuiu entre os brasileiros. É o que revela a pesquisa da Confederação Nacional da Industria (CNI), divulgada hoje. O índice do medo do desemprego cresceu 2,3 pontos em relação a abril e alcançou 59,3 pontos em junho. 

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) convoca todos os trabalhadores para uma vigília em Brasília contra a Reforma da Previdência. A expectativa é que o texto da Reforma da Previdência seja levado a plenário na próxima semana. A orientação para a categoria é para que todos estejam mobilizados entre os dias 09 (terça-feira) e 10/07 (quarta-feira).

Dia 01 a 06 de Julho (Segunda-feira até Sábado): Divulgar amplamente e articular com as Centrais Sindicais, Movimento Estudantil, com os Fóruns de Educação e os Movimentos Sociais a execução da Jornada em defesa da Educação Pública e contra a Destruição da Aposentadoria, rumo a PARALISAÇÃO com Marcha nos Municípios em defesa da Educação Pública e contra a Destruição da Aposentadoria no dia 13 de agosto.

Nesta terça-feira (2), diversos sindicatos que lutam pela aposentadoria do povo brasileiro se mobilizaram no aeroporto de Brasília para pressionar os parlamentares a votarem contra a PEC 6/2019 - que trata da Reforma da Previdência. A CNTE esteve presente neste ato e vem pressionando parlamentares para que façam uma outra reforma, que seja justa com os trabalhadores, e por isso pede mais tempo para o debate público e conscientização da população sobre seus direitos conquistados.

Os segurados do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) que vivem em união estável terão mais dificuldades para conseguir a pensão por morte nas agências da Previdência. 
O motivo são as novas exigências impostas pela lei 13.846, derivada da medida provisória 871. A principal delas diz respeito aos documentos que comprovem a união estável, que devem ser de até 24 meses antes da morte do segurado. 
Segundo o advogado Roberto de Carvalho Santos, do Ieprev (Instituto de Estudos Previdenciários), na prática, o INSS já tinha uma lista de documentos que eram exigidos nas agências da Previdência.

Secretários estaduais de Educação, que participaram da segunda Reunião Ordinária do Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED), em João Pessoa, acordaram uma série de encaminhamentos relacionados à Agenda Comum de Aprendizagem.Um deles refere-se à reestruturação do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (FUNDEB). Os gestores estaduais defenderam que o FUNDEB se torne uma política permanente e que tenha o percentual de financiamento ampliado de 10% para 40%. O secretário da Educação do Estado da Bahia, Jerônimo Rodrigues, participou do encontro juntamente com o coordenador de projetos estratégicos, Marcius Gomes.

© Copyright 2000 - 2014 SISMUC Regional - Todos os Direitos Reservados - É proibida a cópia total ou parcial deste site sem autorização de seus administradores

Desenvolvido por AgênciaNET e ATONA mídia